Inicial |   Convenios |   Dicas de Saúde |   Artigos |   Help de Exames |   Perguntas Frequentes |
 
Acccom
Help de Exames
Pesquisa:  
Funedi LACTOSE, TESTE DE TOLERÂNCIA PADRAO (JEJUM,30 MINUTOS,60 MINUTOS)
 

MNEMÔNICO:
LAC-T

SINONÍMIA:
Tolerância à Lactose; Teste de Absorção da Lactose; Glicemia após Sobrecarga de Lactose; Curva de Tolerância à Lactose

MÉTODO:
Colorimétrico Enzimático

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
* Adultos: jejum obrigatório de 8 horas.
*Crianças:
- Até 3 anos: maior intervalo entre as mamadas.
- De 3 a 5 anos: jejum obrigatório de 4 horas.
- Maiores de 5 anos: jejum obrigatório de 8 horas.

COLETA:
1,0 mL de soro refirgerado para cada coleta

INSTRUÇÕES PARA O PACIENTE:
- O teste é realizado somente pela manhã.
- Especificar o tempo.
- Trazer uma mamadeira limpa e vazia de no mínimo 250 mL no caso de crianças que utilizam mamadeira.
- Não tomar laxante na véspera do exame.
- Não realizar o teste em caso de diarréia no dia do exame ou até 2 dias anteriores a realização do exame. Realizar em outra data.
- Intervalo de 2 dias entre as provas Sacarose, Xilose e Maltose.

INSTRUÇÕES PARA O TESTE:
- A dose para adultos é de 2,0g de LACTOSE por quilograma de peso (até no máximo de 50 gramas) diluidos em 250 mL de água. Ingerir no máximo em 5 minutos.

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO:
Mesmo dia quando solicitado ou 1 dia útil.

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
É útil na avaliação de deficiência da Lactase intestinal, quando da presença de patologias como doençaa Celíaca, gastroenterite, deficiência idiopática, em danos ou disfunção da mucosa intestinal.

VALOR DE REFERÊNCIA:

Considera-se normal a elevação da glicemia, em relação a de jejum, em pelo menos 20 mg/dL em qualquer das amostras.

Nota: A lactase age sobre a lactose resultando em moléculas de glicose, elevando seus níveis em 20 a 25 mg/dL após ingestão de lactose. Elevação dos valores de glicemia menor que 20 mg/dL, em relação ao basal, acompanhada de sintomatologia clínica, sugere deficiência de lactase na mucosa intestinal.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Funedi LAMOTRIGINA, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
LAMO

SINONÍMIA:
Lamotrigina; Lamictal; Labileno

MÉTODO:
Cromatografia Líquida de Alta Performance -HPLC

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

INSTRUÇÕES PARA O PACIENTE:
A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.
Caso o medicamento seja tomado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser feita pelo menos 12 horas após a medicação.

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO:
12 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A Lamotrigina é um anticonvulsivante complementar no tratamento de crises convulsivas tônico-clônicas e parciais complexas. Sua dosagem é útil para a monitorização dos níveis terapêuticos e tóxicos. Apresenta pico sérico 5 horas após sua absorção, com meia-vida de 23 a 72 horas (menor em crianças). Cerca de 55% da droga está ligada às proteínas plasmáticas. O ácido Valpróico inibe o metabolismo desta droga, podendo causar níveis elevados. Drogas que induzem o sistema microssomal podem diminuir seus níveis (ex: Carbamazepina, Fenobarbital). Quadro de hipersensibilidade cutânea pode ocorrer independentemente do nível sérico.

VALOR DE REFERÊNCIA:
1,0 a 3,0 microg/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
24/09/2010



Funedi LDL OXIDADA, ANTICORPOS ANTI
 

MNEMÔNICO:
LDL-OX

SINONÍMIA:
LDL Oxidada; LDL-OX; Anti-LDL Oxidada; Anti-LDL Oxidada IgG; Anticorpos Anti-LDL Oxidada IgG;

MÉTODO:
ELISA

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum Obrigatório de 12 horas

COLETA:
2,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO:
12 dias úteis.

VALOR DE REFERÊNCIA:
100 a 700 mUI/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Funedi LEISHMANIOSE IGG HUMANA, ANTICORPOS
 

MNEMÔNICO:
LEISH-G

SINONÍMIA:
Leishmaniose IgG; Leishmaniose IgG Humana; Anti-Leishmaniose IgG; Anticorpos Anti-Leishmaniose IgG; Calazar; Donovani; Antígeno Recombinante rk39

MÉTODO:
Imunofluorescência Indireta

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
4 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A Leishmaniose é uma doença parasitária causada por protozoários do gênero Leishmania. São transmitidas pela picada de um mosquito do grupo dos flebótomos, que são normalmente encontrados nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. Os reservatórios da Leishmania incluem roedores, cães e seres humanos infectados. Várias espécies do gênero são agentes etiológicos da Leishmaniose visceral (LV) , cutânea e mucocutânea. A Leishmaniose visceral ou Calazar (LV) é essencialmente causada pelo complexo donovani que inclui a Leishmania donovani, a Leishmania infantum e a Leishmania chagasi. A LV é fatal na ausência de tratamento e as drogas atualmente disponíveis são caras e causam sérios efeitos colaterais. Vários estudos tem demonstrado que a PCR (reação em cadeia da polimerase) é altamente específica e mais sensível do que métodos clássicos utilizados para o diagnóstico da leishmaniose e pode ser usada de rotina em humanos e cães.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Não reagente....: Títulos inferiores a 1/40
Reagente........: Títulos maiores ou igual a 1/40

Nota:De acordo com o Manual de Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral do Ministério da Saúde, são considerados para o diagnóstico títulos a partir de 1/80.
Nos títulos iguais a 1/40, recomenda-se a solicitação de uma nova amostra em 30 dias. 

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
24/09/2010


Funedi LEISHMANIOSE IGM HUMANA, ANTICORPOS
 

MNEMÔNICO:
LEISH-M

SINONÍMIA:
Leishmaniose IgG; Leishmaniose IgG Humana; Anti-Leishmaniose IgG; Anticorpos Anti-Leishmaniose IgG; Calazar; Donovani; Antígeno Recombinante rk39

MÉTODO:
Imunofluorescência indireta

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA: 
1,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
4 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A Leishmaniose é uma doença parasitária causada por protozoários do gênero Leishmania. São transmitidas pela picada de um mosquito do grupo dos flebótomos, que são normalmente encontrados nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. Os reservatórios da Leishmania incluem roedores, cães e seres humanos infectados. Várias espécies do gênero são agentes etiológicos da Leishmaniose visceral (LV) , cutânea e mucocutânea. A Leishmaniose visceral ou Calazar (LV) é essencialmente causada pelo complexo donovani que inclui a Leishmania donovani, a Leishmania infantum e a Leishmania chagasi. A LV é fatal na ausência de tratamento e as drogas atualmente disponíveis são caras e causam sérios efeitos colaterais. Vários estudos tem demonstrado que a PCR (reação em cadeia da polimerase) é altamente específica e mais sensível do que métodos clássicos utilizados para o diagnóstico da leishmaniose e pode ser usada de rotina em humanos e cães.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Não reagente 

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
24/09/2010



Funedi LEPTINA, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
LEPTI

SINONÍMIA:
Leptina; Dosagem de Leptina

MÉTODO:
Enzimaimunoensaio

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 12 horas

COLETA: 
3,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO:
8 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
É uma proteína sérica de 16kDa relacionada a obesidade e descoberta em 1994. Em humanos, é produzida no tecido adiposo. Parece ser uma molécula semelhante a citoquina que produz seus efeitos interagindo com receptores no SNC e tecido periféricos. Mutações no gene da leptina, produzindo deficiência de leptina, conduz a quadros raros de obesidade extrema. Concentrações baixas podem ser encontradas em pacientes lipoatróficos.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Mulheres de peso normal.........: Até 15,10 nanog/mL
Homens de peso normal...........: 2,00 a 5,63 nanog/mL
Obesos: IMC maior que 27........: 7,02 a 55,04 nanog/mL

IMC - Índice de Massa Corporal

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
24/09/2010



Funedi LEPTOSPIROSE IGM, ANTICORPOS
 

MNEMÔNICO:
LEP-M

SINONÍMIA:
Doença de Wail; Febre dos Pantanos; Febre Autunal; Febre Hasami; Febre dos Sete Dias; Febre dos Arrozais; Doença dos Porqueiros; Febre dos Canaviais; Tifo Canino; Febre dos Nadadores; Febre Pré-Tibial do Fort Bragg; Febre de Andaman; Leptospira; ELISA para Leptospirose;

MÉTODO:
Imunoensaio Enzimático 

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum desejável de 4 horas 

COLETA: 
1,0 mL de soro congelado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
9 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Leptospirose é uma doença febril aguda causada primariamente pelo Leptospira interrogans. Anticorpos podem ser detectados a partir do 6º ao 10º dia e, geralmente, atingem níveis máximos após 3 a 4 semanas. São descritos sensibilidade de 89 a 94% e especificidade de 97% a 100% para este método. Os níveis de anticorpos reduzem-se gradualmene, mas podem permanecer detectáveis durante anos. A pesquisa de anticorpos IgM por imunoensaio enzimático é uma alternativa rápida para o diagnóstico, entretanto, não substitui a soroaglutinação microscópica que é o método de preferência.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
02/02/2011



Funedi LEPTOSPIROSE, SORO AGLUTINAÇAO MICROSCÓPICA
 

MNEMÔNICO:
LEP

SINONÍMIA:
Doença de Wail; Febre dos Pantanos; Febre Autunal; Febre Hasami; Febre dos Sete Dias; Febre dos Arrozais; Doença dos Porqueiros; Febre dos Canaviais; Tifo Canino; Febre dos Nadadores; Febre Pré-Tibial do Fort Bragg; Febre de Andaman; Leptospira; Soro Aglutinação para Leptospirose;

MÉTODO:
Soro Aglutinação Microscópica com Antígenos Vivos

Antígenos utilizados: Andamana, Australis, Autumnalis, Bataviae, Canicola, Castellonis, Celledoni, Copenhageni, Cynopteri, Djasiman, Grippothyphosa, Hardjo, Hebdomadis, Icterohaemorragiae, Javanica, Panama, Patoc, Pomona, Pyrogenes, Sejroe, Tarassovi e Wolffi.

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum desejável de 4 horas

COLETA:
1,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Microbiologia

MARCAÇÃO: 
5 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A reação de soroaglutinação microscópica é o método mais sensível e específico para o diagnóstico da leptospirose, sendo o método de preferência é o mais recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Utiliza antigenos vivos de cepas representativas de cada sorotipo. As aglutininas surgem na primeira ou segunda semana de doença com pico na terceira ou quarta semanas. O teste é considerado positivo na maior diluição que aglutinar 50% ou mais das leptospiras visualizadas por meio de microscopia de campo escuro. Altas concentrações de anticorpos no soro dos pacientes, poderão acarretar resultados falso-negativos (casos raros).

VALOR DE REFERÊNCIA:
Título menor que 1:100

Nota: Critérios para confirmação de caso suspeito: Guia de Vigilância Epidemiológica - MS/2005.
- Elevação de título 4 vezes entre duas amostras, com 2 a 3 semanas de intervalo (máximo: 60 dias)
- Soroconversão: Título igual ou superior a 1:200, com amostra prévia negativa.
- Amostra isolada: Título igual ou superior a 1:800, na ausência de amostra prévia.

OBS: Um resultado negativo, em amostra colhida até o 7º dia de sintomas, não descarta o caso suspeito.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
02/02/2011



Funedi LEUCÓCITOS - GLOBAL, CONTAGEM (SANGUE)
 

MNEMÔNICO:
LEUC-G

SINONÍMIA:
Global de Leucócitos; Leucócitos - Contagem

MÉTODO:
Sistema Automatizado

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
3,0 mL de sangue total em EDTA em temperatura ambiente

SETOR:
Hematologia

MARCAÇÃO:
No mesmo dia quando solicitado ou 1 dia útil

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Rotineiramente indicado na avaliação de infecções, inflamações, acompanhamento de terapias medicamentos, neoplasias hematológicas, entre outras.

VALOR DE REFERÊNCIA:

IDADE                            SEXO               

1 dia - 1 mês                Ambos         9.100 a 34.000 céls/mm³
1 mês a 2 anos           Ambos         6.000 a 14.000 céls/mm³
2 anos a 9 anos          Ambos         4.000 a 12.000 céls/mm³
9 anos a 999 anos     Ambos         4.000 a 10.500 céls/mm³
0 dias a 0 dias            Ambos         4.000 a 10.000 céls/mm³

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Funedi LEUCÓCITOS FECAIS- PESQUISA
 

MNEMÔNICO:
LEUC.FECAI

MÉTODO:
Microscopia ótica direta

MATERIAL:
Fezes recentes à fresco

CONDIÇÃO:
Fezes colhidas sem conservante

COLETA:
Aproximadamente meio frasco

SETOR:
Parasitologia

MARCAÇÃO:
No mesmo dia quando solicitado ou 1 dia útil

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Funedi LEUCOGRAMA
 

MNEMÔNICO:
LEUCOG

SINONÍMIA:
Leucograma; Série Branca + Contagem de Plaquetas; Diferencial de Leucócitos; Leucometria; Série Branca; Global de Leucócitos + Neutrófilos Segmentados + Bastonetes Neutrófilos + Linfócitos + Monócitos + Eosinófilos + Basófilos + Linfócitos Atípicos + Blastos + Promielócitos + Mielócitos + Metamielócitos.

MÉTODO:
Sistema Automatizado

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

SETOR:
Hematologia

MARCAÇÃO:
No mesmo dia quando solicitado ou 1 dia útil

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Rotineiramente indicado na avaliação de infecções, inflamações, acompanhamento de terapias medicamentosa, neoplasias hematológicas, entre outras.

VALORES DE REFERÊNCIA:

Valores da Global de Leucócitos

IDADE                                          SEXO                         VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                             Ambos                        9.100 a 34.000 céls/mm³
1 mês a 2 anos                        Ambos                         6.000 a 14.000 céls/mm³
2 anos a 9 anos                       Ambos                         4.000 a 12.000 céls/mm³
9 anos a 999 anos                  Ambos                         4.000 a 10.500 céls/mm³
0 dias a 0 dias                         Ambos                         4.000 a 10.000 céls/mm³

Valores de Bastones

IDADE                                         SEXO                             VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                            Ambos                          Até 3.500 céls/mm³
1 mês a 999 anos                   Ambos                         Até 1.000 céls/mm³

Valores de Neutrófilos

IDADE                                         SEXO                             VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                            Ambos                           40,0 a 70 % - 6.000 a 23.500 céls/mm³
1 mês a 2 anos                       Ambos                          40,0 a 70,0 % - 1.100 a 6.600 céls/mm³
2 anos a 9 anos                      Ambos                          40,0 a 70,0 % - 1.200 a 6.000 céls/mm³
9 anos a 999 anos                 Ambos                          40,0 a 70,0 % - 1.300 a 6.000 céls/mm³
0 dias a 0 dias                        Ambos                          40,0 a 70,0 % - 1.600 a 7.000 céls/mm³

Valores de Linfócitos

IDADE                                        SEXO                              VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                           Ambos                            20,0 a 45,0 % - 2.500 a 10.500 céls/mm³
1 mês a 2 anos                      Ambos                            20,0 a 45,0 % - 1.800 a 9.000 céls/mm³
2 anos a 9 anos                     Ambos                            20,0 a 45,0 % - 1.000 a 5.500 céls/mm³
9 anos a 999 anos                Ambos                            20,0 a 45,0 % - 1.000 a 3.500 céls/mm³
0 dias a 0 dias                       Ambos                            20,0 a 45,0 % -    800 a 4.500 céls/mm³

Valores de monócitos

IDADE                                        SEXO                              VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                           Ambos                           2,0 a 10,0 % - Até 3.500 céls/mm³
1 mês a 999 anos                  Ambos                           2,0 a 10,0 % - Até 1.000 céls/mm³
0 dias a 0 dias                         Ambos                          2,0 a 10,0 % - 80 a 1.000 céls/mm³

Valores de Eosinófilos

IDADE                                       SEXO                                VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                          Ambos                              0,5 a 6,0 % - Até 850 céls/mm³
1 mês a 999 anos                 Ambos                              0,5 a 6,0 % - Até 500 céls/mm³
0 dias a 0 dias                       Ambos                              0,5 a 6,0 % - 20 a 600 céls/mm³

Valores de Basófilos

IDADE                                       SEXO                                 VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                          Ambos                               0,0 a 2,0 % - Até 400 céls/mm³
1 mês a 15 anos                   Ambos                               0,0 a 2,0 % - Até 200 céls/mm³
15 anos a 999 anos             Ambos                               0,0 a 2,0 % - Até 100 céls/mm³
0 dias a 0 dias                      Ambos                                0,0 a 2,0 % - Até 200 céls/mm³

Blastoa, Promielócitos, Mielócitos, Metamielócitos, Línfócitos Atípicos, células atípicas e Eritroblastos valor de referência é sempre igual a 0%.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Funedi LH - HORMÔNIO LUTEINIZANTE, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
LH

SINONÍMIA:
Hormônio Luteinizante; Gonadotrofina Hipofisária; ICSH; Hormônio Luteotrófico

MÉTODO:
Eletroquimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO:
2 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O LH assim como o FSH são liberados de forma pulsátil pelas células gonadotrópicas da hipófise anterior por estímulo do GnRH hipotalâmico. No homem o LH estimula a produção de testosterona pelos testículos. Na mulher induz ovulação. É utilizado, em conjunto com o FSH para avaliar a função gonadotrópica hipofisária. Valores aumentados são encontrados na anorquia, insuficiência gonadal, síndrome do testículo feminizante completa e menopausa. Na avaliação de infertilidade, valores altos de LH associados a razão LH/FSH alta (>2) e níveis elevados de andrógenos ovarianos, indicam ciclos anovulatórios (Síndrome do ovário policístico). Pode haver reatividade cruzada com hCG no método empregado. O uso de medicações contendo hCG acarreta resultados falsamente elevados.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Homens...: 1,7 a 8,6 mUI/mL
Mulheres.:
Fase Folicular     :   2,4 a 12,6 mUI/mL
Fase Ovulatoria  : 14,0 a 95,6 mUI/mL
Fase Luteínica    :   1,0 a 11,4 mUI/mL
Pós Menopausa :   7,7 a 58,5 mUI/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/12/2009



Rua Cel. João Notini - Nº. 116 - Centro - Divinópolis/MG - (37) 3221-9142
Vinte Três de Novembro, 345 - São João de Deus - Divinópolis/MG - (37) 3215-4482
Diógenes Nogueira, 11 - Loja 05 “ED. Central Park” - Centro - Itaúna/MG - (37) 3241-5455

Intranet Laboratório Análise

Site desenvolvido por OnlineSites | Desenvolvimento e criação de sites
Laboratório Análise | Todos os direitos reservados | © 2008-2010 Login de Acesso