Inicial |   Convenios |   Dicas de Saúde |   Artigos |   Help de Exames |   Perguntas Frequentes |
 
Acccom
Help de Exames
Pesquisa:  
Funedi EPSTEIN BARR IGG, ANTICORPOS
 
MNEMÔNICO:
EBV-G

SINONÍMIA:
Mononucleose Infecciosa; EBV-IgG; EBV-G; EBV IgG; Anticorpos Anti- Epstein Barr Vírus IgG; Anti-VCA IgG; Anticorpos Anti-EBV IgG; Antígeno do Capsídeo Viral do Vírus de Epstein Barr IgG; Viral Capsid Antigen; Anticrorpos Anti-Vírus de Epstein Barr IgG: Vírus de Epstein Barr IgG; VEB-IgG;

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 8 horas.
Intervalo entre mamadas para lactentes (Bebês).

COLETA:
1,5 ml de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO:
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O vírus Epstein Barr (EBV) é o principal agente da Mononucleose Infecciosa (MI). Também tem sido relacionado com neoplasias (ex.: desordens mieloproliferativas, linfomas). Dos anticorpos contra antígenos específicos do EBV, os que agregam maior valor diagnóstico são os contra o capsídeo viral (VCA), com sensibilidade de 95% a 100% e especificidade de 86% a 100% nos episódios de mononucleose aguda. Anticorpos anti-VCA IgM e IgG tornam-se rapidamente positivos em 1 a 2 semanas de infecção. A presença de IgM anti-VCA usualmente indica infecção aguda pelo EBV, entretanto, infecção aguda por outros herpesvírus, podem causar produção de IgM anti-VCA por células que apresentam infecção latente pelo EBV. Falso-positivos de IgM anti-VCA também são citados em infecção outras infecções recentes (toxoplasmose, adenovirus) e na presença de auto-anticorpos. Nos quadros de reativação a IgM anti-VCA pode ser negativa. Falso- negativos podem ocorrer devido a natureza transitória do IgM. O IgM anti-VCA persiste por 4 a 8 semanas. Anticorpos IgG anti-VCA surgem na fase aguda, tem pico em 2 a 4 semanas, persistindo por toda a vida.

VALOR DE REFERÊNCIA :
Não reagente : inferior a 20,00 U/mL
Reagente : superior a 20,00 U/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
29/07/2009


Funedi EPSTEIN BARR IGM, ANTICORPOS
 

MNEMÔNICO:
EBV-M

SINONÍMIA:
Mononucleose Infecciosa; EBV-IgM; EBV-M; EBV IgM; Anticorpos Anti- Epstein Barr Vírus IgM; Anti-VCA IgM; Anticorpos Anti-EBV IgM; Antígeno do Capsídeo Viral do Vírus de Epstein Barr IgM; Viral Capsid Antigen; Anticrorpos Anti-Vírus de Epstein Barr IgM: Vírus de Epstein Barr IgM; VEB-IgM;

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum nào obrigatório

COLETA:
1,5 ml de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO:
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O vírus Epstein Barr (EBV) é o principal agente da Mononucleose Infecciosa (MI). Também tem sido relacionado com neoplasias (ex.: desordens mieloproliferativas, linfomas). Dos anticorpos contra antígenos específicos do EBV, os que agregam maior valor diagnóstico são os contra o capsídeo viral (VCA), com sensibilidade de 95% a 100% e especificidade de 86% a 100% nos episódios de mononucleose aguda. Anticorpos anti-VCA IgM e IgG tornam-se rapidamente positivos em 1 a 2 semanas de infecção. A presença de IgM anti-VCA usualmente indica infecção aguda pelo EBV, entretanto, infecção aguda por outros herpesvírus, podem causar produção de IgM anti-VCA por células que apresentam infecção latente pelo EBV. Falso-positivos de IgM anti-VCA também são citados em infecção outras infecções recentes (toxoplasmose, adenovirus) e na presença de auto-anticorpos. Nos quadros de reativação a IgM anti-VCA pode ser negativa. Falso- negativos podem ocorrer devido a natureza transitória do IgM. O IgM anti-VCA persiste por 4 a 8 semanas. Anticorpos IgG anti-VCA surgem na fase aguda, tem pico em 2 a 4 semanas, persistindo por toda a vida.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Não reagente.. : inferior a 20,0 U/mL
Indeterminado : de 20,0 a 40,0 U/mL
Reagente......... : superior a 40,0 U/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
29/07/2009



Funedi ERITROGRAMA
 

MNEMÔNICO:
ERITRO

SINONÍMIA:
Série Vermelha; Global de Hemácias + Índices Hematimétricos; Global de Hemácias + Hemoblobina + Hematócrito + VCM + HCM + CHCM + RDW + Contagem de Plaquetas.

MÉTODO:
Sistema Automatizado

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
3,0 ml de sangue total em EDTA

SETOR:
Hematologia

MARCAÇÃO:
1 dia útil ou no mesmo dia desde que solicitado

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Inclui a contagem de hemácias, hemoglobina, hematócrito e índices: HCM, VCM, CHCM, RDW. Útil no diagnóstico diferencial das anemias, deficiência de ferro, esferocitose hereditária, talassemia, intoxicação por chumbo, deficiência de folato, deficiência de B12, deficiência de vitamina B6, anemia perniciosa e anemia da gravidez. Também utilizados na avaliação das policitemias.

VALORES DE REFERÊNCIA:

VALORES DA HEMÁCIAS

IDADE                                  SEXO                                                   VALOR DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                   Ambos                                                  4,10 a 6,70 milhões/mm³
1 mês a 2 anos               Ambos                                                 3,80 a 5,40 milhões/mm³
2 anos a 9 anos              Ambos                                                 4,00 a 5,30 milhões/mm³
9 anos a 17 anos            Masculino                                          4,20 a 5,60 milhões/mm³
9 anos a 17 anos             Feminino                                           4,10 a 5,30 milhões/mm³
17 anos a 999 anos         Masculino                                        4,70 a 6,00 milhões/mm³
17 anos a 999 anos         Feminino                                          4,20 a 5,40 milhões/mm³
0 dias a 0 dias                   Ambos                                             3,80 a 5,80 milhões/mm³

VALORES DA HEMOGLOBINA

IDADE                                  SEXO                                                  VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                    Ambos                                                       15,0 a 24,0 g/dL
1 mês a 2 anos               Ambos                                                       10,5 a 14,0 g/dL
2 anos a 9 anos              Ambos                                                       11,5 a 14,5 g/dL
9 anos a 17 anos           Masculino                                                  12,5 a 16,1 g/dL
9 anos a 17 anos           Feminino                                                    12,0 a 15,0 g/dL
17 anos a 999 anos      Masculino                                                  13,5 a 18,0 g/dL
17 anos a 999 anos      Feminino                                                    12,5 a 16,0 g/dL
0 dias a 0 dias               Ambos                                                        12,0 a 18,0 g/dL

VALORES DO HEMATOCRITO

IDADE                                    SEXO                                                VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                    Ambos                                                     44,0 a 70,0 %
1 mês a 2 anos               Ambos                                                     32,0 a 42,0 %
2 anos a 9 anos              Ambos                                                     33,0 a 43,0 %
9 anos a 17 anos            Masculino                                               36,0 a 47,0 %
9 anos a 17 anos             Feminino                                                35,0 a 45,0 %
17 anos a 999 anos         Masculino                                             42,0 a 52,0 %
17 anos a 999 anos         Feminino                                               37,0 a 47,0 %
0 dias a 0 dias                  Ambos                                                   35,0 a 54,0 %

VALORES DO VCM

IDADE                                    SEXO                                            VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                      Ambos                                                102,0 a 115,0 fL
1 mês a 2 anos                 Ambos                                                   72,0 a 88,0 fL
2 anos a 9 anos                Ambos                                                   76,0 a 90,0 fL
9 anos a 17 anos             Ambos                                                    78,0 a 95,0 fL
17 anos a 999 anos        Ambos                                                    78,0 a 100,0 fL
0 dias a 0 dias                  Ambos                                                    80,0 a 98,0 fL

VALORES DO HCM

IDADE                                          SEXO                                    VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                           Ambos                                          33,0 a 39,0 pg
1 mês a 2 anos                      Ambos                                          24,0 a 30,0 pg
2 anos a 9 anos                     Ambos                                          25,0 a 31,0 pg
9 anos a 17 anos                  Ambos                                          26,0 a 32,0 pg
17 anos a 999 anos             Ambos                                          27,0 a 31,0 pg
0 dias a 0 dias                       Ambos                                         27,0 a 33,0 pg

VALORES DO CHCM

IDADE                                        SEXO                                      VALORES DE REFERÊNCIA
1 dia - 1 mês                         Ambos                                               29,0 a 36,0 %
1 mês a 2 anos                    Ambos                                               30,0 a 36,0 %
2 anos a 9 anos                   Ambos                                               31,0 a 36,0 %
9 anos a 999 anos              Ambos                                               31,0 a 36,0 %
0 dias a 0 dias                     Ambos                                               31,5 a 35,0 %


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
29/07/2009



Funedi ERITROPOIETINA, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
ERITROP

SINONÍMIA:
Eritropoetina; EPO; Eritropoietina

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum desejável de 4 horas.
Intervalo entre mamadas para lactentes (Bebês).

COLETA: 
3,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO: 
7 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
É um hormônio polipeptídico que regula a formação dos glóbulos vermelhos do sangue. Sua dosagem é útil na monitoração de níveis terapêuticos de EPO-recombinante administrada a pacientes com aplasia medular, anemias crônicas (insuficiência renal, pós-quimioterapia, AIDS). Sua dosagem é utilizada para investigação de anemias e avaliação da anemia provocada pela insuficiência renal. É também utilizada para diferenciação entre os quadros de policitemia primária e secundária. Encontra-se aumentada em estados tais como: doença cardíaca cianótica, shunts veno/arteriais, algumas doenças pulmonares hipoxemicas, em moradores de altas altitudes e em pacientes com hemoglobinas mutantes com grande avidez pelo oxigênio. Pode estar aumentada nos casos de síndrome de cushing, estenose de artéria renal, cistos renais e alguns tumores (hemangioblastoma do cerebelo, feocromocitoma, hepatoma, nefroblastoma, leiomiomas e adenocarcinoma renal). Os níveis de eritropoietina podem estar elevados também devido a flebotomias, uso de esteróide anabolizantes e algumas drogas. Transfusões e estrogenios podem reduzir o nível da eritropoietina.

VALOR DE REFERÊNCIA :
2,6 a 18,5 mUI/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
08/04/2011



Funedi ESPERMATOZOIDES, ANTICORPOS ANTI
  MNEMÔNICO: 
EPSAE

SINONÍMIA:
Espermatozoides; Anticorpos Anti 

MÉTODO: 
Enzimaimunoensaio

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatorio 

COLETA:
0,5 mL de Soro

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
27 dias uteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A dosagem de anticorpos anti-espermatozoides e utilizada na avaliacao da infertilidade, que pode ser causada por inumeros fatores, subdivididos em masculinos e femininos. Aproximadamente 7 a 14% dos homens inferteis
apresentam anticorpos antiespermatozoides. Eles devem ser pesquisados quando os espermatozoides aglomeram-se ou apresentam baixa motilidade. Esses anticorpos podem ser encontrados na circulacao, livres ou formando imunocomplexos, no plasma seminal, e/ou ligados a superficie do espermatozoide. Os testes que detectam imunoglobulinas na superficie do espermatozoide sao mais sensiveis que os testes para deteccao de anticorpos sericos. No semen, eles sao geralmente da classe IgA (maior significancia clinica) ou IgG.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Positivo.......: Superior a 75 U/mL
Negativo......: Inferior a 75 U/mL

Nota: Devido a importante variabilidade intra-individual da concentracao de Anticorpos, recomenda-se repetir a determinacao pelo menos em tres amostras diferentes num intervalo de 8-12 semanas para poder dar um
diagnostico de infertilidade.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
02/09/2011.


Funedi ESQUISTOSSOMOSE, ANTICORPOS (IMUNOFLUORESCENCIA)
 

MNEMÔNICO:
ESQ-IF

SINONÍMIA:
Esquistossomose; Esquistosomose; Schistossomose; Schistosomose; Schisto; Schistosoma mansoni; Anticorpos da Esquistossomose IgG; Anticorpos do Schistosoma mansoni IgG

MÉTODO:
Imunofluorescência indireta - Substrato cercária

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 8 horas.
Intervalo entre mamadas para lactentes.

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Detecção de anticorpos contra substrato de cercária apresenta sensibilidade máxima de 90% em pacientes com formas agudas da doença. Entretanto, podem não ser detectados em indivíduos com infecções leves ou moderadas. Reações falso-positivas podem ocorrer com outros parasitas intestinais (ancilostoma, ascaris). Sorologia positiva não distingue infecção aguda de exposição prévia. A pesquisa de ovos pode positivar-se antes da sorologia.A Sorologia para Esquistossomose pode permanecer positiva, após cura da doença.

VALOR DE REFERÊNCIA :
Menor que 1:40 (Substrato utilizado: Cercária)

Nota: A imunofluorescência para esquistossomose possui sensibilidade em torno de 90%, não diferenciando infecção ativa, prévia ou reinfecção. Resultados positivos podem permanecer após tratamento eficaz e resultados negativos podem ser encontrados em pacientes com pesquisa de ovos positiva em fezes.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
13/09/2010



Funedi ESQUISTOSSOMOSE, ANTICORPOS ANTI (LIQUOR)
 

MNEMÔNICO: 
ESQLE

SINONÍMIA: 
Esquistossomose; Esquistosomose; Schistossomose; Schistosomose; Schisto; Schistosoma mansoni; Anticorpos da Esquistossomose IgG; Anticorpos do Schistosoma mansoni IgG

MÉTODO: 
Hemaglutinação

MATERIAL: 
Sangue

CONDIÇÃO: 
Jejum não obrigatorio 

COLETA:
0,5 mL de soro

SETOR:                                                                                                                                                                                          Imunologia


MARCAÇÃO:
1 dia útil

VALOR DE REFERÊNCIA: 
Titulo: Positivo ..............: Superior a 1/160 
            Negativo .............: Inferior a 1/160
            Indetermindao ..: 1/160

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
15/09/2011



Funedi ESTRADIOL, DOSAGEM
 
MNEMÔNICO:
E2

SINONÍMIA:
E2; Estrógeno; 17 Beta Estradiol; Delta 2

MÉTODO:
Eletroquimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO:
2 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Estradiol (E2) é um estrógeno endógeno mais potente. Em mulheres não grávidas, a maior parte do estradiol é produzido nos ovários, com pequena contribuição das supra-renais. A placenta é uma fonte adicional de produção. Apresenta variação significativa ao longo do ciclo menstrual, apresentando um pico por ocasião da ovulação. É um exame útil no diagnóstico e seguimento de crianças com suspeita de puberdade precoce. É também empregado na avaliação de função ovariana e no seguimento de pacientes em uso de gonadotropinas (reprodução assistida) ou reposição hormonal. Após a menopausa, a estrona (E1) passa a ser o estrógeno predominante.

VALORES DE REFERÊNCIA :
Homens....: 7,6 a 42,6 picog/mL
Mulheres..:
Fase folicular............: 12,5 a 166,0 picog/mL
Fase luteínica............: 43,8 a 211,0 picog/mL
Fase ovulatória.........: 85,8 a 498,0 picog/mL
Menopausa................: Até 54,7 picog/mL
Gravidez (1º trimestre): 215,0 a 4300,0 picog/mL

Crianças (1 a 10 anos):
Sexo Masculino: até 20,0 picog/mL
Sexo Feminino.: 6,0 a 27,0 picog/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
03/08/2009


Funedi ESTRIOL LIVRE, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
E3-L

SINONÍMIA:
E3; Estriol Livre; Estriol Não Conjugado; E3 Livre;

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA: 
2,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO: 
4 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O estriol é o estrogênio mais importante da gravidez, representando mais de 90% do estrógeno nas mulheres grávidas. O estriol livre ou não conjugado e sintetizado basicamente pela unidade feto-placentária, sendo indicador sensível da saúde fetal. Valores isolados são de difícil interpretação e tem baixo poder preditivo na avaliação de risco fetal, sendo mais importante as medidas seriadas, e em conjunto a AFP e hCG como nos testes de avaliação do risco fetal integrado e triplo.

VALORES DE REFERÊNCIA :
Mulheres não grávidas 18 a 40 anos........: 0,02 a 0,43 nmol/L
Homens 18 a 60 anos.......................: Menor que 0,33 nmol/L
Gestantes:
Idade Gestacional                                        Estriol Livre
  Semanas                                                      Mediana nmol/L
      15                                                                     2,53 
      16                                                                     3,19
      17                                                                     3,99
      18                                                                     4,96
      19                                                                     6,21
      20                                                                     7,77
Nota: A dosagem do Estriol não conjugado tem baixo poder preditivo quando usado de forma isolada na avaliação do risco fetal. Sua combinação com outros marcadores bioquímicos nos testes integrado e triplo aumenta o valor preditivo.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
08/04/2011



Funedi ESTRONA, DOSAGEM
 
MNEMÔNICO:
E1

SINONÍMIA:
E1; Delta 1

MÉTODO:
Radioimunoensaio

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum desejável de 4 horas 

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

INTERFERENTES:
Níveis de estrona podem se encontrar elevados após uso de estrogênios orais. (Powers SM. AM J Obstet Gynecol 1985;152:1099-106)

SETOR:
Endocrinologia

MARCAÇÃO: 
3  dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A estrona é mais potente que o estriol porém menos potente que o estradiol. É o principal estrogênio circulante após a menopausa. A maior parte da E1 está conjugada sob a forma de sulfato. A estrona é muito utilizada para avaliação do hipogonadismo, avaliação de puberdade precoce (completa ou parcial) e para diagnóstico de tumores feminilizantes e acompanhamento de reposição hormonal na menopausa, em alguns casos.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Fase folicular : 37,2 a 137,7 picog/mL
Fase ovulatória: 59,9 a 229,2 picog/mL
Fase luteínica : 49,8 a 114,1 picog/mL
Menopausa : 14,1 a 102,6 picog/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
14/09/2010


Funedi EXAME DIRETO A FRESCO
 

MNEMÔNICO:
EX-DF

SINONÍMIA:
Pesquisa Direta de Fungos e Protozoários; Pesquisa de Trichomonas; Pesquisa de Leveduras; Pesquisa de Monilia; Pesquisa de Candida; Pesquisa de Parasitas; Pesquisa de Protozoários; Pesquisa de Fungos;

MÉTODO:
Microscopia Ótica Direta

MATERIAL:
Diversos: Secreção Vaginal, Uretral, Urina 1o jato (1a micção do dia), Secreções de Feridas, Punção de Linfonodos e Abscessos, Escarro, Fezes, Líquidos Corporais, etc.

CONDIÇÃO:
Preferencialmente não estar em uso de medicamentos orais ou tópicos.

INSTRUÇÕES PARA COLETA:

* Secreção vaginal, uretral e outros:
Colher o máximo de material possível, com swab e colocar em salina estéril. Nos casos de secreção uretral em que o material for escasso, recomendamos que se colha também o 1o jato urinário.

*Urina 1º jato:
Fazer higienização adequada e colher aproximadamente 20 mL da primeira porção de urina eliminada.

* Escarro:
Colher preferencialmente pela manhã, ao se levantar e antes do desjejum. Lavar várias vezes a boca com agua pura, gargarejando e bochechando abundantemente. Qualquer secreção nasal ou saliva deve ser eliminada. Fazer várias inspirações profundas e tossir várias vezes, procurando obter o material do fundo do peito.

* Escarro induzido:
Lavar vigorosamente toda a boca com uma escova de dentes e salina a 0,85% por 5 a 10 minutos. Não usar pasta dental. Fazer nebulização com salina hipertônica a 3%. A inalação profunda desta salina resultará na acumulação osmótica de fluido e na irritação da árvore brônquica, com subsequente tosse e expectoração do conteúdo broncoalveolar.

* Fezes:
Em um vasilhame limpo, seco e sem conservantes colocar uma fração de bolo fecal. Se estiver presente, recolha material fecal com muco, pus ou sangue.

SETOR:
Bacteriologia - Microbiologia

MARCAÇÃO:
1 dia útil ou no mesmo desde que solicitado

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Utilizado no diagnóstico de Tricomoníase, Candidíase e parasitoses em diversos materiais biológicos (especialmente secreção vaginal, uretral e urina primeiro jato).

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
03/08/2009