Inicial |   Convenios |   Dicas de Saúde |   Artigos |   Help de Exames |   Perguntas Frequentes |
 
Acccom
Help de Exames
Pesquisa:  
Funedi CISTATINA C, DOSAGEM
 

MNEMÔNICO:
CISTA-C

SINONÍMIA:
Cescitina; Cistatina C; Cistatina "c";Cistatina-C; Cistatina "C"

MATERIAL:
Sangue

MÉTODO:
Nefelometria

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 8 horas

COLETA:
2,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A Cistatina C é uma proteína cuja concentração sérica depende quase que exclusivamente da capacidade de filtração glomerular. Sua concentração independe da massa muscular, do sexo ou da alimentação. Diversos estudos clínicos atestam a maior sensibilidade e especificidade da cistatina C, em comparação com a creatinina sérica, na detecção de alterações discretas da função glomerular. É importante citar que elevações da cistatina C, sem correlação com diminuição da taxa de filtração glomerular, foram descritas em pacientes com mieloma múltiplo, tumores malignos, cirrose hepática e alguns hipertensos e diabéticos com proteinúria.

VALOR DE REFERÊNCIA :
Recém nascido..........: 1,37 a 1,89 mg/L
1 mês a 12 meses.....: 0,73 a 1,17 mg/L
Maiores de 1 ano.......: 0,53 a 0,95 mg/L

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
08/04/2011


Funedi CISTICERCOSE, ANTICORPOS (ELISA) (SANGUE)
 

MNEMÔNICO:
CIST-LIQ

SINONÍMIA:
Cisticercose; Anticorpos Anti-Cisticerco; Anticorpos Anti-Cisticercose; Cisticerco; Neurocisticercose; Weimberg

MÉTODO:
ELISA

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 8 horas.
Intervalo entre mamadas para lactentes.

COLETA: 
1,0 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
8 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A infestação por ovos de Taenia Solium leva a formação de cisticercos na musculatura estriada e sistema nervoso central. A pesquisa de anticorpos no soro e líquor pode ser utilizada de forma complementar ao diagnóstico por neuroimagem. Reações cruzadas com Echinococcus Granulosus e Hymenolepis nana são comuns. Anticorpos podem persistir anos após a morte dos parasitas, não devendo o encontro de sorologia positiva em pacientes com lesões calcificadas ser interpretado como presença de parasitas vivos. Falso-negativos podem ser observados na presença de carga parasitária baixa, sendo que apenas 28% dos pacientes com lesão cerebral única tem sorologia positiva.

VALOR DE REFERÊNCIA :
Não reagente....: Inferior a 0,9
Inconclusivo......: 0,9 - 1,1
Reagente............: Superior a 1,1

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
16/02/2011



Funedi CISTINA, PESQUISA - CISTINÚRIA (URINA RECENTE)
 

MNEMÔNICO:
CIST-U

SINONÍMIA:
Cistinúria; Cistina Pesquisa na Urina;

MÉTODO:
Colorimétrico

MATERIAL:
Urina recente

CONDIÇÃO:
Urina recente sem conservante colhida a primeira da manhã ou com o intervalo mínimo de 4 horas.

COLETA:
30,0 mL de urina recente refrigerada.

INSTRUÇÕES PARA COLETA DE URINA ALEATÓRIA OU RECENTE

*Para realização destes exames é necessário que seja colhida a primeira urina da manhã ou que o cliente esteja com intervalo de no mínimo 4 horas sem urinar;
*Proceder higienização das mãos e dos genitais, antes da coleta, da seguinte forma: Fazer a assepsia do local com sabão neutro e enxaguar bem. Secar com toalha limpa ou papel toalha;
*Colher jato médio (2° jato), ou seja, desprezar uma amostra inicial (1° jato). Em casos em que o médico solicitar o exame em 1o jato, a coleta deverá ser feita da seguinte maneira: colhe-se a amostra inicial (1o jato) e despreza-se o restante da micção;
*Colher a urina diretamente em um frasco estéril fornecido pelo laboratório ou adquirido em drogarias;
*Identificar o frasco com o nome completo;
*Entregar o material no laboratório até no máximo em 2 horas após a coleta. Tais exames exigem que o paciente não esteja fazendo uso de medicamentos tópicos na região genital ou antibióticos (exigência somente para o exame de cultura);Obs.: Em coletas infantis, o saco coletor deverá ser trocado a cada 30 minutos, após nova higienização.
*Evitar colher a amostra quando em período menstrual (caso não seja urgência).

SETOR:
Uroanálise

MARCAÇÃO:
5 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Cistinúria é um distúrbio de origem hereditária podendo ocorrer de duas formas: na primeira, a reabsorção dos aminoácidos cistina, lisina, arginina e ornitina é afetada (tubulos renais incapacitados de reabsorção); na segunda, apenas a cistina e a lisina não são reabsorvidos. A principal consideração clínica na cistinúria é a tendência a formação de cálculos.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ULTIMA ATUALIZAÇÃO:
07/04/2009



Funedi CITOMEGALOVÍRUS - TESTE DE AVIDEZ IgG
 
MNEMÔNICO:
CMV-AV

SINONÍMIA:
Avidez de IgG para Citomegalovírus; CMV IgG Avidez; CMV G Avidez; Citomegalovírus IgG - Teste de Avidez;

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum obrigatório de 8 horas.
Intervalo entre mamadas para lactentes (Bebês).

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
11 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Em adultos saudáveis, o citomegalovírus (CMV) normalmente é assintomático ou pode determinar quadro clínico auto-limitado semelhante a mononucleose infecciosa. O citomegalovírus (CMV) é considerado a maior causa de infecção congenita, podendo ainda causar quadros graves em imunodeprimidos. Cerca de 85% da população adulta é soropositiva.
ANTI-CMV IgG Avidez: no início da infecção primária pelo CMV os anticorpos IgG apresentam como característica baixa avidez pelo antígeno. Essa avidez aumenta progressivamente em semanas, sendo que em infecções antigas e reinfecções encontramos alta avidez. Assim, essa determinação é muito útil para diferenciarmos pacientes que apresentaram infecções primárias pelo CMV nos últimos 3 meses, de infecções passadas e reinfecções, sendo de grande aplicação em grávidas com IgM e IgG positivos. Tem grande poder de predizer recém- nascido infectados quando utilizado antes de 18 semanas de gestação.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Baixa avidez.............: Inferior a 20 %
Alta avidez..............: Superior a 30 %
Indeterminado............: 20 a 30 %

Nota:Uma baixa avidez é compatível com uma infecção aguda primária.
Uma alta avidez exclui uma infecção primária nas últimas 6 semanas.
Indeterminado é compatível com uma infecção primária nas últimas 6 semanas. Recomenda-se repetir a determinação com uma nova amostra, obtida no mínimo uma semana depois da primeira.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
20/09/2010


Funedi CITOMEGALOVÍRUS IGG, ANTICORPOS (QUIMIOLUMINESCÊNCIA)
 

MNEMÔNICO:
CMV-G

SINONÍMIA:
CMV IgG; Cito IgG; Citomegalo IgG; Anti-CMV IgG; Anticorpos Anti-CMV G; Citomegalia.

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado.

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Em adultos saudáveis, o citomegalovírus (CMV) normalmente é assintomático ou pode determinar quadro clínico auto-limitado semelhante a mononucleose infecciosa. O Citomegalovírus (CMV) é considerado a maior causa de infecção congênita, podendo ainda causar quadros graves em imunodeprimidos. Cerca de 85% da população adulta e soropositiva.
ANTI-CMV IgG: seu achado pode indicar infecção passada ou recente. Recoleta na convalescênca (após 15 dias) pode evidenciar viragem sorológica ou aumento de 4 vezes ou mais na convalescênca, em relação ao soro colhido na fase aguda.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Não Reagente : inferior a 0,4 UI/mL
Indeterminado : 0,4 a 0,6 UI/mL
Reagente : superior a 0,6 UI/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
12/05/2009



Funedi CITOMEGALOVÍRUS IGM NEONATAL, ANTICORPOS
 
MNEMÔNICO:
CMV-M-NEO

SINONÍMIA:
Teste do Pezinho; Citomegalovírus Neo; Citomegalovírus IgM Neonatal; CMV IgM Neo; Anti-Citomegalovírus IgM Neonatal; Anticorpos Anti-Citomegalovírus IgM Neonatal; Citomegalia; Citomegalovirose

MÉTODO:
Imunoensaio Enzimático

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
*Colher preferencialmente do 3º ao 30º dia após o nascimento e no máximo até o 90º dia.
*Coletar antes do 3º dia de vida apenas caso exista solicitação médica.

COLETA:
*Colher sempre na lateral do pezinho para evitar risco de osteomielite.
* Fazer a anti-sepsia do pezinho com álcool 70% , deixar secar completamente.
* Retire os lacres de proteção de papel, para expor os círculos de papel filtro que serão utilizados para depositar as gotas de sangue.
* Puncionar a lateral do pezinho com lanceta descartável. Desprezar a primeira gota de sangue e deixar formar uma gota grande. Encostar o cartão na gota de sangue e aguardar sua completa absorção , embebendo o círculo do papel de filtro dos dois lados (não tem problema se o sangue sair um pouco do círculo).
* Deixar secar a gota de sangue, na posição horizontal em temperatura ambiente por cerca de 3 horas.
* Enviar após o papel ter secado naturalmente ( não usar nenhum artifício como secador ou estufa para secar o papel ).

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO:
5 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O citomegalovírus (CMV) é a causa mais frequente de infecção congênita: 0,3 a 2% dos nascimentos. A maioria absoluta dos recém- nascidos com infecção sintomática ao nascimento nascem de mães que tiveram infecção primária durante a gestação. Dos recém nascidos infectados, apenas 15% tem sintomas ao nascimento, sendo que 10% dos infectados sem sintomas terão sequelas neurológicas. A forma mais grave é denominada "Doença de inclusão citomegálica" e caracteriza-se por icterícia, hepatoesplenomegalia, petéquias, microcefalia, corioretinite e calcificações cerebrais. IgM não ultrapassa a barreira placentária, sendo sua presença no recém nascido útil para o diagnóstico de infecção congênita. Ressaltamos a possibilidade de infecção no recém-nascido durante o trabalho de parto ou pelo leite materno, sendo que 50% das mães infectadas excretam o CMV no leite. Em caso de resultados positivos no teste do pezinho, a confirmação requer complementação da sorologia.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
20/09/2010


Funedi CITOMEGALOVÍRUS IGM, ANTICORPOS (QUIMIOLUMINESCÊNCIA)
 

MNEMÔNICO:
CMV-M

SINONÍMIA:
CMV IgM; Cito IgM; Citomegalo IgM; Anti-CMV IgM; Anticorpos Anti-CMV M; Citomegalia.

MÉTODO:
Quimioluminescência

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
0,5 mL de soro refrigerado.

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
3 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Sorologia para citomegalovirose é realizada em pacientes com quadro clínico compatível com infecção pelo citomegalovírus (CMV); como exame de
rastreamento nas gestantes assintomáticas; para diagnóstico de
citomegalovirose congênita ou em pacientes imunodeprimidos com suspeita de reativação de infecção passada. Ausência de anticorpos IgG e IgM indica ausência de contato com o vírus. Resultados postivos para IgG na ausência de IgM indicam infecção passada por CMV. Na reativação em imunossuprimidos, geralmente não ocorre reaparecimento de IgM. Presença de IgM positiva pode indicar doença aguda ou reativação e os resultados devem ser confirmados. Na citomegalovirose congênita, IgG materno atravessa a placenta, e pode ser encontrado no soro do recém-nascido por até 6 meses. Como IgM não atravessa a barreira placentária, sua presença em soro de recém-nascido indica infecção.

VALOR DE REFERÊNCIA :
Nao reagente.. : Inferior a 15 AU/mL
Indeterminado : De 15 a 30 AU/mL
Reagente......... : Superior a 30 AU/mL

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
12/05/2009



Funedi CLEARANCE DE CREATININA (URINA 24 HORAS)
 

MNEMÔNICO:
CREAT-CLE

SINONÍMIA:
Clearance de Creatinina; Depuração da Creatinina; Clearence de Creatinina; Depuração da Creatinina Endógena; Creatinina - Clareamento; Rítimo de Filtração Glomerular; DCE.

MÉTODO:
Colorimétrico/Calculado

MATERIAL:
Urina e Sangue

CONDIÇÃO:
1,5 mL de urina de 24 horas + 0,5 mL de soro.

INSTRUÇÕES PARA COLETA DE URINA 24 HORAS:

*Ao acordar pela manhã esvaziar totalmente a bexiga desprezando toda a urina;
*Colher a urina preferencialmente em frasco próprio para coleta de urina de 24 horas fornecido pelo laboratório ou em garrafas de água mineral limpas e secas;
*A partir daí colher rigorosamente todas as micções (inclusive à noite) e não apenas uma parte. Para os exames realizados na urina de 24 horas é necessário para o laboratório saber qual é o real volume de urina eliminado num período de 24 horas, por isso, caso aconteça de esquecer de colher alguma micção o paciente deve interromper a coleta e iniciá-la novamente no dia seguinte;
*Colher toda as micções e também, integralmente, a primeira micção do dia seguinte, no mesmo horário em que esvaziou a bexiga no dia anterior;
*Identificar o frasco com o nome completo e horário de início e término da coleta;
*Importante: É fundamental que seja entregue no laboratório toda a amostra de urina colhida no período de 24 horas. Qualquer erro nesta coleta implicará em erro nos resultados dos exames;
*Evitar fazer esta coleta nos dias nos quais haja mudança nos seus hábitos (dieta, exercícios físicos, stress, etc);
*Muitos exames exigem conservantes que devem ser adicionados ao frasco coletor (Atenção: este conservante não deve ser ingerido), por isso, leia atentamente o rótulo do frasco de conservante quando este lhe for entregue pela recepcionista ou colhedor. Para os exames que não utilizarem conservantes, o material colhido deverá ser entregue no laboratório até no máximo 2 horas após o término da coleta;
*Muitos exames exigem dieta ou recomendações específicas, por isso, siga atentamente as instruções;
*Informar à recepcionista no ato do atendimento o peso corporal e altura.

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO: 
1 dia útil

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
O cálculo do clearance de creatinina a partir da dosagem de creatinina no soro e em urina de 24 horas é usado na tentativa de estimar a taxa de filtração glomerular. É o melhor método para avaliação de função renal disponível, principalmente na avaliação da insuficiência renal crônica.
Valores de creatinina ou uréia sérica isolados, geralmente se alteram após perda de mais de 50% da função renal. O clearence de creatinina é um marcador mais sensível de insuficiência renal. Apesar disto, apresenta limitações devido a coleta de urina de 24 horas, principalmente na população pediátrica e geriátrica. Perda de volume urinário pode comprometer definitivamente o resultado do exame.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Inferior ou igual a 5,00 ng/dL

Nota:
* O Clearance de Creatinina realizado de forma seriada é o teste mais confiável da função renal.
* Pacientes idosos com creatinina sérica normal e massa muscular diminuída podem ter uma diminuição de 30% no IFG (Índice de Filtração Glomerular).
* Após os 30 anos de idade a depuração de creatinina diminui aproximadamente 8 mL/min/1,73 m2 de área de superfície corporal a cada década de vida.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
26/07/2011



Funedi CLEARANCE DE URÉIA (URINA 24 HORAS)
 
MNEMÔNICO:
URE-CLE

SINONÍMIA:
Clearance de Uréia; Depuração da Uréia; Clearence de Uréia; Depuração da Uréia Endógena; Uréia - Clareamento; Rítimo de Filtração Glomerular; DUE.

MÉTODO:
Enzimático Colorimétrico

MATERIAL:
Urina e Sangue

CONDIÇÃO:
1,5 mL urina de 24 horas + 1,0 mL de soro.

IMPORTANTE:
* Coletar a amostra de Sangue no MESMO DIA de entrega da urina de 24 horas.
* A urina tem que ser entregue no laboratório no dia em que terminar a coleta.
* Informar volume, peso, altura e tempo de coleta (em horas).
* Adultos - Urina de 24 horas: questionar volume total inferior a 500 mL

INSTRUÇÕES PARA COLETA DE URINA 24 HORAS:

*Ao acordar pela manhã esvaziar totalmente a bexiga desprezando toda a urina;
*Colher a urina preferencialmente em frasco próprio para coleta de urina de 24 horas fornecido pelo laboratório ou em garrafas de água mineral limpas e secas;
*A partir daí colher rigorosamente todas as micções (inclusive à noite) e não apenas uma parte. Para os exames realizados na urina de 24 horas é necessário para o laboratório saber qual é o real volume de urina eliminado num período de 24 horas, por isso, caso aconteça de esquecer de colher alguma micção o paciente deve interromper a coleta e iniciá-la novamente no dia seguinte;
*Colher toda as micções e também, integralmente, a primeira micção do dia seguinte, no mesmo horário em que esvaziou a bexiga no dia anterior;
*Identificar o frasco com o nome completo e horário de início e término da coleta;
*Importante: É fundamental que seja entregue no laboratório toda a amostra de urina colhida no período de 24 horas. Qualquer erro nesta coleta implicará em erro nos resultados dos exames;
*Evitar fazer esta coleta nos dias nos quais haja mudança nos seus hábitos (dieta, exercícios físicos, stress, etc);
*Muitos exames exigem conservantes que devem ser adicionados ao frasco coletor (Atenção: este conservante não deve ser ingerido), por isso, leia atentamente o rótulo do frasco de conservante quando este lhe for entregue pela recepcionista ou colhedor. Para os exames que não utilizarem conservantes, o material colhido deverá ser entregue no laboratório até no máximo 2 horas após o término da coleta;
*Muitos exames exigem dieta ou recomendações específicas, por isso, siga atentamente as instruções;
*Informar à recepcionista no ato do atendimento o peso corporal e altura.

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO:
1 dia útil

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Este teste, devido as variações de dieta, filtração, reabsorção renal e síntese hepática, e pouco útil na medição da taxa de filtração glomerular, sendo mais usado na medida da taxa de produção de uréia e na avaliação dos compostos nitrogenados não proteicos.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Homens.. : 97 a 137 mL/min
Mulheres : 88 a 128 mL/min
Crianças. : 70 a 130 mL/min

Coeficiente de variação biológica : 13,6%
Erro total permitido : 16,0%

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
04/09/2007


Funedi CLORETOS, DOSAGEM (SANGUE)
 

MNEMÔNICO:
CL

SINONÍMIA:
CL; Cloro

MÉTODO:
Eletrodo Seletivo

MATERIAL:
Sangue

CONDIÇÃO:
Jejum não obrigatório

COLETA:
1,0 mL de soro

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO:
2 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
É o principal ânion extra-celular, responsável pela manutenção da pressão osmótica e do equilíbrio hidro-eletrolítico. A dosagem de cloreto é usada para auxiliar a avaliação do balanço hidro-eletrolítico e equilíbrio ácido- básico, e no cálculo de ânion gap. Geralmente os valores de cloreto acompanham os valores de sódio. Níveis elevados são encontrados na deficiência de produção de mineralocorticóides, acidose metabólica hipercloremica, infusão excessiva de soro fisiológico, diarréia, acidose tubular renal, fístula pancreática, dentre outros. Níveis baixos são encontrados na hiperidratação, insuficiência cardíaca, secreção inapropriada de hormônio anti-diurético, vômitos, doença de Addison, nefrite perdedora de sal, cetoacidose diabética, dentre outros.

VALOR DE REFERÊNCIA:
98 a 107 mEq/L

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
12/05/2011



Funedi CLORETOS, DOSAGEM (URINA 24 HORAS)
 

MNEMÔNICO:
CL-U24

SINONÍMIA:
CL; Cloro Urinário

MÉTODO:
ISE

MATERIAL:
Urina de 24 horas

COLETA:
1,5 mL de urina de 24 horas refrigerada

INSTRUÇÕES PARA COLETA DE URINA 24 HORAS:

*Ao acordar pela manhã esvaziar totalmente a bexiga desprezando toda a urina;
*Colher a urina preferencialmente em frasco próprio para coleta de urina de 24 horas fornecido pelo laboratório ou em garrafas de água mineral limpas e secas;
*A partir daí colher rigorosamente todas as micções (inclusive à noite) e não apenas uma parte. Para os exames realizados na urina de 24 horas é necessário para o laboratório saber qual é o real volume de urina eliminado num período de 24 horas, por isso, caso aconteça de esquecer de colher alguma micção o paciente deve interromper a coleta e iniciá-la novamente no dia seguinte;
*Colher toda as micções e também, integralmente, a primeira micção do dia seguinte, no mesmo horário em que esvaziou a bexiga no dia anterior;
*Identificar o frasco com o nome completo e horário de início e término da coleta;
*Importante: É fundamental que seja entregue no laboratório toda a amostra de urina colhida no período de 24 horas. Qualquer erro nesta coleta implicará em erro nos resultados dos exames;
*Evitar fazer esta coleta nos dias nos quais haja mudança nos seus hábitos (dieta, exercícios físicos, stress, etc);
*Muitos exames exigem conservantes que devem ser adicionados ao frasco coletor (Atenção: este conservante não deve ser ingerido), por isso, leia atentamente o rótulo do frasco de conservante quando este lhe for entregue pela recepcionista ou colhedor. Para os exames que não utilizarem conservantes, o material colhido deverá ser entregue no laboratório até no máximo 2 horas após o término da coleta;
*Muitos exames exigem dieta ou recomendações específicas, por isso, siga atentamente as instruções;
*Informar à recepcionista no ato do atendimento o peso corporal e altura.

SETOR:
Bioquímica

MARCAÇÃO: 
2 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
A dosagem de cloreto na urina é usada para avaliar o balanço ácido-básico. Na pratica clínica é usada como auxiliar na avaliação de alcalose metabólica. Pode ser útil, ainda no cálculo de ânion gap urinário, na avaliação inicial de acidose metabólica hipercloremica.
Útil para avaliação de distubios hidroeletrolíticos e ácido-básicos, em especial, no diagnóstico da alcalose metabólica responsiva a sal.

VALOR DE REFERÊNCIA:
110 a 250 mEq/24h

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
13/05/2009



Funedi CLOSTRIDIUM DIFFICILE - TOXINA A (FEZES RECENTE)
 

MNEMÔNICO:
CD-TOX-A

SINONÍMIA:
Clostridium difficile - Toxina A; Toxina a para Clostridium difficile; Pesquisa de toxina a Anticorpo Monoclonal; Teste rápido para Clostridium difficile; Teste para Colite Pseudomembranosa; Anticorpo Monoclonal Toxina A;

MÉTODO:
Imunocromatografia

MATERIAL:
Fezes

COLETA:
5,0 gramas de fezes recente (à fresco)

SETOR:
Imunologia

MARCAÇÃO: 
4 dias úteis

APLICAÇÕES CLÍNICAS:
Clostridium difficile é um bacilo anaeróbico gram positivo que pode causar colite pseudomembranosa principalmente em pacientes hospitalizados em uso de antibióticos de largo espectro. Nesses casos há produção da toxina A que é a responsável pela lesão de mucosa intestinal e pelas manifestações clínicas. A sensibilidade do teste é 50% e a especificidade é de 98%. A detecção da toxina A utilizando anticorpo monoclonal permite uma detecção direta e mais rápida em relação aos ensaios ELISA.

VALOR DE REFERÊNCIA:
Negativo

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO:
26/07/2010



Rua Cel. João Notini - Nº. 116 - Centro - Divinópolis/MG - (37) 3221-9142
Vinte Três de Novembro, 345 - São João de Deus - Divinópolis/MG - (37) 3215-4482
Diógenes Nogueira, 11 - Loja 05 “ED. Central Park” - Centro - Itaúna/MG - (37) 3241-5455

Intranet Laboratório Análise

Site desenvolvido por OnlineSites | Desenvolvimento e criação de sites
Laboratório Análise | Todos os direitos reservados | © 2008-2010 Login de Acesso